• Instituto Dialogare

Como dialogar com um tema tão delicado?

Depois da última noite de festa Chorando e esperando amanhecer, amanhecer As coisas aconteciam com alguma explicação Com alguma explicação Depois da última noite de chuva Chorando e esperando amanhecer, amanhecer Às vezes peço a ele que vá embora Que vá embora oh

Camila, Camila

Eu que tenho medo até de suas mãos Mas o ódio cega e você não percebe Mas o ódio cega

E eu que tenho medo até do seu olhar Mas o ódio cega e você não percebe Mas o ódio cega

A lembrança do silêncio daquelas tardes Daquelas tardes A vergonha do espelho naquelas marcas Naquelas marcas Havia algo de insano naqueles olhos, Olhos insanos Os olhos que passavam o dia a me vigiar, a me vigiar oh

Camila, Camila, Camila Camila, Camila, Camila

E…

Camila, Camila

Nenhum de Nós


A história de uma adolescente que sofria violências físicas, psicológicas, sexuais, foi marcada na década de 1980, pela Banda Nenhum de Nós, e regravado em disco póstumo de Cazuza. Percebe-se na letra as sutilezas das marcas que foram deixadas, tanto fisicamente e psicologicamente. O tema abuso sexual contra crianças e adolescentes é um problema sério e de grandes proporções, só em 2018 o número de notificações foi de 32 mil casos, foi o maior número desde 2011, o que mostra a dimensão desse problema. Entretanto o assunto ainda é considerado um tabu, com poucas informações a respeito da prevenção, e dificuldades na abordagem e acolhimento as vítimas.

Nessa hora todo cuidado é pouco, visto que o momento do abuso, é por si só, muito violento e traumático, por isso é comum as vítimas sentirem dificuldade tanto para entender o que aconteceu quanto para relatar. Segundo Childhood Brasil, o relatório de 2018 diferencia alguns conceitos como violência sexual, abuso sexual, exploração sexual.


Gráfico 1 - Conceitos violência sexual, abuso sexual, exploração sexual

Fonte: CHILDHOOD BRASIL


O enfrentamento do abuso e da exploração sexual contra crianças e adolescentes é um dos maiores desafios atuais, a instituição Childhood Brasil desde de 1999, atua no combate as violências através de projetos e programas que tem por objetivo a proteção à infância e à adolescência.

É importante ressaltar que cada caso é um caso, com toda complexidade, contextos e o cuidado é necessário para a aproximação, pois o sentimento de culpa é muito forte e o medo da punição também, por isso toda abordagem deve se basear em propiciar um ambiente seguro e livre de julgamentos, onde a pessoa se sinta dentro do possível a vontade, outro fator importante é não fazer a vítima reviver o momento.

No dia 22.05 às 10h temos um encontro para dialogar sobre este tema tão delicado e urgente! Clique aqui e faça sua inscrição para nossa Roda de Conversa Virtual.



REFERÊNCIAS


CHILDHOOD. Pela proteção da infância. Relatório de atividades de 2018. Dísponivel em:<https://www.childhood.org.br/relatorios/Childhood_RA_2018.pdf> Acesso em: 14 mai 2020.


UOL. Ministério da Saúde registra recorde de abusos sexuais infantis no Brasil. Disponível em: <https://www.google.com/amp/s/www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2020/03/02/ministerio-da-saude-registra-recorde-de-abusos-sexuais-infantis-no-brasil.amp.htm> Acesso em: 14 mai 2020.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de se inscrever no (COM)TEXTOS!

15 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

(12) 9 9657 9481

Rua Major Oliveira Borges, nº 200, sala 06. Lorena - SP

logo dialogare.png